CAT Sorriso 20 anos
Imagem Balanço Projeto Produzindo Valor

CAT Sorriso anuncia balanço parcial do Projeto Produzindo Valor

Compartilhe nas redes sociais

O CAT Sorriso acaba de anunciar o balanço das ações realizadas até agora do Projeto Produzindo Valor, desenvolvido pela associação, diretamente apoiado e financiado pelo REM do Estado do Mato Grosso, e ancorado por dois grandes parceiros, a Sustenagil e a NatCap.

O programa, que tem como objetivo principal difundir e auxiliar produtores rurais à adoção de boas práticas agrícolas, sociais e ambientais, já visitou 23 fazendas – um total de 29.533 ha, 23.920 ha de produção de soja, 2.584 ha de áreas de proteção ambiental, 5.635 ha de reserva legal e 13,65 ha de passivos ambientais – e entregou 16 kits com placas de sinalização, somando 368 placas, 25 planos de construtivos, 16 planos de gestão de resíduos sólidos PGRS e 16 lixeiras de coleta seletiva. Além disso, prestou aproximadamente 800 horas de assistência técnica aos produtores.

“Podemos comemorar os ótimos resultados que obtivemos até agora. O projeto já vem ajudando a avançar ações sustentáveis e a promover o desenvolvimento de muitas propriedades, principalmente, de toda nossa região”, comenta Dudy Paiva, vice-presidente do CAT Sorriso.

Como funciona?

O programa, com duração total de 12 meses, foi estruturado da seguinte forma: mobilização e seleção de 30 produtores/propriedades, diagnóstico situacional das propriedades, suporte técnico especializado e capacitação para implantação das ações estratégicas com foco na sustentabilidade e na rentabilidade das fazendas, além de assistência para venda dos produtos voltados, principalmente, ao mercado externo.

“É uma grande oportunidade para os agricultores participarem de um programa deste porte, já que eles terão acesso a orientação técnica especializada e poderão elevar o padrão de produção de suas propriedades. Queremos identificar possibilidades de melhoria em práticas já existentes e recomendar a implementação de itens que ainda não existem, mas que são essenciais”, afirma Elton Caixeta, CEO da Sustenagil.

Durante o projeto, as fazendas participantes recebem apoio na implementação de protocolo de produção de soja responsável seguindo o padrão da Federação Europeia dos Fabricantes de Rações (FEFAC), com base nas diretrizes requeridas para fornecimento de soja ao mercado europeu, sendo elas: conformidade legal, condições de trabalho responsáveis, responsabilidade ambiental, boas práticas agrícolas, uso legal da terra e relações com a comunidade.

O aumento na produção de soja responsável é uma das metas do Pacto PCI (Produzir, Conservar e Incluir) de Sorriso-MT. A iniciativa vem proporcionando ao município um ambiente favorável para a demonstração de como é possível conciliar produção sustentável de commodities em larga escala, conservação dos recursos naturais e inclusão de pequenos produtores, atraindo o interesse de investidores e compradores.

Além disso, a adoção de princípios e critérios de boas práticas agrícolas e de sustentabilidade para produção de soja são fundamentais para o acesso ao mercado externo, em especial o Europeu. Um selo atesta que a soja vem de propriedades que obtém sua produção de forma socialmente justa, ambientalmente correta e economicamente viável.

A iniciativa está integrada ao Sistema Estadual de REDD+ (Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação florestal), com o Instituto Produzir, Conservar, Incluir (PCI), e com o Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento e Incêndios Florestais (PPCDIF), além da Cooperação Técnica Alemã (GIZ), KFW, UKaid e FUNBIO.