MENU

Search
Close this search box.
IMG-20190903-WA0087

CAT Sorriso comemora 21 anos, defendendo as boas práticas agrícolas e com olhos voltados para o futuro

Compartilhe nas redes sociais

O CAT Sorriso tem o compromisso de apoiar os produtores a produzirem de maneira sustentável

 

 

O atual presidente do CAT, Junior Ferrarin, que já está em seu terceiro mandato, acompanhou as mudanças da entidade que surgiu em 2002 para discutir e implementar tecnologias voltadas ao Plantio Direto no Cerrado, a Integração Lavoura – Pecuária e hoje diversificou os projetos desenvolvidos atendendo os três pilares: Produzir, Conservar e Incluir. Ele relembrou um pouco da história ao longo desses 21 anos de atuação, mas com os olhos atentos no presente e voltados para o futuro. “O CAT tem uma história longa e Sorriso mudou muito ao longo desses anos e o CAT participou disso. Primeiramente o CAT começou mostrando boas tecnologias, Plantio Direto, trazendo inovações para a região, foi uma trajetória sempre crescente e isso tornou o CAT uma das maiores certificadoras do mundo. E hoje o CAT é uma entidade respeitada e reconhecida internacionalmente e os produtores são reconhecidos também”.

 

 

Junior Ferrarin atual presidente do CAT.

 

Atualmente são inúmeros os projetos desenvolvidos pelo CAT, como destaca Junior Ferrarin “Temos trabalhos com as mulheres, como o Fórum Mulheres no Campo; temos trabalhos com os assentados, com apoio à Agricultura Familiar, dando assitência na hortifruticultura, na avicultura, na piscicultura, apoio a apicultura, a produção de leite e queijos; temos trabalhos com a Educação, levando informações do Agro na Escola, projeto de recuperação de nascentes do Rio Lira, entre outros. A preocupação do CAT é buscar atender da melhor forma a nossa comunidade que vive em torno do agronegócio, é um trabalho muito bonito. A entidade tem o objetivo de desenvolver a região, integrar as pessoas, promover oportunidades de negócio e fazer com que o agronegócio brasileiro seja respeitado internacionalmente. Com a certificação, o CAT deu um passo gigantesco nessa direção, fazendo com que o pessoal da Europa conheça efetivamente e pague os produtores que são certificados e trabalham de maneira correta e sustentável”.

 

Produtores Associados

 

     

 

O produtor rural, Gustavo Veganó Picolli é associado e membro da diretoria do CAT e destacou a importância da entidade para a sociedade e relembrou momentos “É uma honra participar do CAT, porque é uma entidade que tem levado o nome de Sorriso mundo afora, divulgando as boas práticas no campo aqui na região de Sorriso, o CAT é muito importante para nós produtores porque podemos mostrar o trabalho que a gente faz lá na fazenda para toda sociedade. Já se passaram 21 anos e a semente que o CAT plantou lá atrás de divulgar essas boas práticas do Plantio Direto, de Integração Lavoura Pecuária, conservação das nascentes dos rios, levar a conscientização nas escolas as crianças e jovens e agora vem se consolidando com as certificações, onde o produtor que participa desse programa, além de fazer o que é certo, aquele que está com tudo em ordem acaba tendo um retorno financeiro. O CAT hoje é uma entidade respeitada internacionalmente levando a informação de que o agronegócio, os produtores de Sorriso estão preocupados em fazer as boas práticas”.

São inúmeros os trabalhos desenvolvidos pelo CAT Sorriso, como a realização de palestras, cursos de capacitação, assistência e apoio técnico, realização de encontros, fóruns e workshops, além de concursos que abordam temas como Plantio Direto, Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, empreendedorismo, cooperativismo, manejo sustentável, boas práticas agrícolas, empoderamento feminino, entre outros temas de relevância para o desenvolvimento das atividades.

 

Projetos desenvolvidos

 

 

 

Entre os projetos desenvolvidos atualmente pelo CAT Sorriso estão: “Sistema de Plantio Direto”, “Integração Lavoura-Pecuária”, “Gente Que Produz e Preserva”, “Cultivando Vida Sustentável”, “O Agro na Escola”, projeto “Águas do Lira – Seja Amigo das Nascentes”, “Projeto de Certificação RTRS”, além de ações como reflorestamento de Áreas de Preservação Permanente (APP), com mais de 2.200 hectares de reflorestamento em áreas de APP (com o objetivo de zerar o passivo ambiental em Sorriso), reflorestamento das cabeceiras de rios, recuperação de nascentes, apoio à Agricultura Familiar, eventos voltados às mulheres como o “Fórum Mulheres do Campo”. Isso sem contar as inúmeras atividades de conscientização e educação ambiental, como a cartilha Amigos da Terra, que já está em sua 7ª edição.

Certificação RTRS

 

 

O CAT Sorriso desenvolve o Projeto Gente que Produz e Preserva com o compromisso de apoiar produtores a produzirem soja sustentável, através do projeto de certificação de soja que é produzida de forma ambientalmente adequada. A certificação das propriedades é feita pela Associação Internacional de Soja Responsável –  RTRS (Round Table on Responsible Soy Association), uma instituição reconhecida globalmente. A certificação das propriedades rurais é feita desde que estejam enquadradas nos indicadores exigidos no processo de certificação de soja produzida de maneira sustentável, com responsabilidade ambiental, através das boas práticas agrícolas, economicamente viável, cumprindo com as condições de trabalho adequadas e promovendo responsabilidade social, por meio de relações comunitárias inclusivas.

 

Retorno Financeiro

 

 

A partir da certificação, o produtor tem um retorno financeiro, recebendo um bônus que é gerado através da comercialização dos créditos da soja certificada. Os créditos vão para uma plataforma onde podem ser vendidos e o CAT paga esse valor ao produtor para que ele possa investir em sua propriedade. O CAT acompanha e orienta os produtores referente ao cumprimento dos critérios a serem seguidos e apoia as auditorias realizadas nas fazendas a serem certificadas. Também é responsável pela comercialização dos créditos de soja e pelo repasse aos produtores, dos valores dos créditos comercializados na plataforma RTRS.

Em oito anos do projeto, já foram certificados 100 mil hectares de lavouras. O prêmio distribuído aos produtores somou US$ 2,5 milhões. Um exemplo de reconhecimento às boas práticas agrícolas, gerando renda para o produtor rural.

Junior Ferrarin também citou os benefícios da Certificação RTRS: “Hoje o CAT tem um assento no conselho da RTRS e a gente consegue agregar a visão não só dos compradores, intermediários, mas também dos produtores. Hoje o CAT é uma das maiores certificadoras do mundo. Quero deixar o convite aos produtores, venham visitar o CAT em Sorriso, venham tirar dúvidas, entre nas nossas redes sociais, busquem saber dos nossos projetos. Gostaria que cada vez mais os produtores se certificassem, porque estarão fazendo um grande favor à sociedade e vão estar ganhando com isso”.

Sobre o CAT Sorriso

O CAT Sorriso é uma associação sem fins lucrativos que reúne produtores rurais e se esforça pelo desenvolvimento tecnológico em harmonia com o meio ambiente. Com 21 anos de atuação, o Clube Amigos da Terra preza pela transparência de suas ações voltadas à preservação do meio ambiente, reconhecendo e valorizando a família do campo, construindo e consolidando trabalhos com resultados comprovados. O CAT Sorriso conta com o apoio da Idh na realização de seus projetos. Para saber mais, acesse: www.catsorriso.org.br.

Assessoria de Comunicação Cat Sorriso

Tâmara Figueiredo | (66) 99995 – 7316| [email protected]