Compartilhe nas redes sociais

CAT lança Selo de Origem de Produtos da Agricultura Familiar com palestra de Xico Graziano

Também será realizada a palestra “A Construção do Modelo Ambiental de Mato Grosso” e o pré-lançamento do material didático: “O Agro e o Desenvolvimento de Mato Grosso”, de autoria de Xico Graziano. E ainda a Palestra sobre Sistemas Agroflorestais (SAF).

 

A Associação Clube Amigos da Terra (CAT Sorriso) promove no dia 29/05, a partir das 13h30, na Câmara Municipal de Sorriso, o Seminário “O Agro e o Desenvolvimento de Mato Grosso”.  O evento contará com a presença do engenheiro, mestre em economia agrária, doutor em administração e articulista, Francisco Graziano Neto (Xico Graziano) que vai ministrar a palestra: “A Construção do Modelo Ambiental de Mato Grosso” e fazer o pré-lançamento do material didático de sua autoria: “O Agro e o Desenvolvimento de Mato Grosso”.

A apostila representa uma contribuição da Associação Clube Amigos da Terra, ao processo educacional do estado de Mato Grosso. Seu intuito é o de transmitir aos estudantes, nos anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, os conhecimentos básicos, que mostram a importância histórica e atual, do agro para o desenvolvimento do estado de Mato Grosso, desde a sua ocupação, seu desenvolvimento até os dias atuais.

O autor, Xico Graziano comenta sobre o desenvolvimento do estado de Mato Grosso e do Brasil que passa pelo respeito a natureza, à biodiversidade e aos povos originários. “O Brasil está interiorizando seu desenvolvimento, contando com a virtude do agro moderno e tecnológico. O estado de Mato Grosso lidera esse processo de geração de riqueza, renda e empregos pelo interior adentro. Tem que expandir preservando a biodiversidade, respeitando os povos tradicionais, produzindo alimentos com elevada eficiência e inclusão social. Mais ainda: produzindo energia limpa, vinda da soja com o biodiesel, do milho com o etanol”.

O conteúdo do material proposto apresenta um complemento ao Ensino Fundamental e Ensino Médio, que pode ser trabalhado pelos professores das disciplinas de ciências, geografia e história, seguindo os pressupostos da Base Nacional Comum Curricular de Ensino, contribuindo para a formação dos jovens de maneira crítica, criativa e responsável, proporcionando uma maior compreensão sobre a evolução do estado nos aspectos econômico, tecnológico e produtivo, por meio dessa rica e interessante leitura.

Lançamento do Selo de Origem da Agricultura Familiar 

 

Na oportunidade, será realizado o lançamento do Selo de Origem da Agricultura Familiar no Coração de Mato Grosso. A zootecnista do CAT, Andreia Sousa foi quem desenvolveu o projeto para a implementação do Selo de Identificação de Origem da Agricultura Familiar e destaca a importância para os pequenos produtores terem a valorização e reconhecimento, que garantem a autenticidade e qualidade aos produtos. “Este selo fortalece a identidade dos produtos da nossa região no mercado, aumenta a confiança dos consumidores e pode abrir novas oportunidades de comercialização. A inclusão de um QR Code no selo gera transparência, permitindo que os consumidores acessem informações detalhadas sobre a origem do produto, os métodos de cultivo e as práticas sustentáveis empregadas. Além disso, promove o desenvolvimento rural sustentável, incentivando práticas agrícolas responsáveis”.

 

 

A coordenadora do CAT, Cristina Delicato destaca o pré-lançamento da apostila do escritor Xico Graziano, concomitantemente com o lançamento do Selo de Origem da Agricultura Familiar: “O estado de Mato Grosso é liderança na produção de grãos no País e contribui para a construção do modelo do agronegócio brasileiro, que consegue aliar uma alta produtividade com a sustentabilidade ambiental, gerando e distribuindo riqueza para o Brasil e para o mundo. Essa realidade precisa ser estudada e debatida em sala de aula, levando aos estudantes por meio de um material rico e bem elaborado, a oportunidade de exercitarem o pensamento crítico, por meio do conhecimento da história e daquilo que acontece ao seu redor na atualidade. Para que, com todo avanço tecnológico existente, possam ser os protagonistas de um futuro próspero e sustentável para as novas gerações. E a exemplo tudo disso, também vamos lançar o Selo de Origem da Agricultura Familiar acompanhando todo desenvolvimento do agro em apoio aos produtores familiares”, afirma Cristina Delicato.

A Prefeitura de Sorriso, por meio da Secretaria de Obras, e do programa Eco Sorriso tem somado junto com o CAT nesse projeto Selo de Origem da Agricultura Familiar, principalmente relacionado ao destino dos resíduos. “A gente sabe que nesse processo de busca pela sustentabilidade dessas propriedades como fazendas, sítios e chácaras, um tópico bastante importante e extremamente necessário de se falar é como a gente vai destinar esses resíduos. É importante que esses locais reciclem, façam a compostagem e destinem seus resíduos de maneira correta. E por estarem longe do centro urbano, a prefeitura entra como parceria para auxiliar e facilitar essa destinação”, afirmou Diogo Martins, coordenador do Programa Eco Sorriso.

Pontos de coleta

Diogo explica de que maneira o programa Eco Sorriso vai atuar no projeto do Selo de Origem: “Então teremos em parceria com o CAT um local para recebimento desses materiais, em que o chacareiro ou sitiante vai levar esse material até esse local, como se fosse um eco ponto para as famílias cadastradas nesse projeto do selo, e eles vão conseguir de fato fazer a destinação ambientalmente correta. Essa experiência será importante pra gente entender como será a cultura de separação e destinação nesses locais, para posteriormente a gente possa expandir e conseguir ter uma destinação dos resíduos sólidos da zona rural de maneira ambientalmente adequada. Esse projeto é excelente porque abre novas fronteiras para novas práticas ecológicas e de consciência ambiental”. Afirmou Diogo.

Palestra sobre Sistemas Agroflorestais (SAF)

O evento também contará com a palestra: “Sistemas Agroflorestais (SAF) na produção, conservação e regularização ambiental”, que será proferida pelo engenheiro florestal Diego Barbosa Alves Antônio, analista da Embrapa Agrossilvipastoril. “Vamos mostrar que Sistemas Agroflorestais (SAF) são relativamente conhecidos por nós. São sistemas de produção que antigamente eram utilizados, mas com a modernização da agricultura em escala, isso foi se perdendo. A Agricultura Familiar, a agricultura tradicional, desde ribeirinhos, quilombolas, indígenas, agricultores tradicionais têm essa prática de consorciar plantas. Então não é nada novo. A partir desse consórcio de plantas e árvores, não só culturas agrícolas, é possível a gente conservar a biodiversidade, de uso direto ou de uso futuro, sejam frutas, madeiras nobres, ou mesmo culturas perenes como o café ou cupuaçu, plantas mais amazônicas como o açaí, ou mais do cerrado como pequi, cumbaru, de acordo com a demanda da região, das características da propriedade, do solo, da mão-de-obra disponível, o que é possível produzir”, ressalta Diego.

Diego explica que é possível produzir conservando: “Porque a gente vai conservar o solo, a água, conservar espécies da nossa biodiversidade, polinizadores, então é um conjunto. E nesse contexto como que a gente pode adequar a nossa propriedade regularizar ela ambientalmente, usando a prática de sistemas agroflorestais. Então é uma tríade: produção, conservação e regularização ambiental. Como podemos colocar isso num mesmo projeto, em campo de uma forma simples e segura para o produtor. Não existe uma receita ou modelo, são princípios que eu vou trazer e, partindo desses princípios, a gente consegue selecionar espécies e arranjos que consigam atender tanto a produção, quanto a conservação e como a gente pode adequar isso a realidade ambiental da região”.

 

O quê: Seminário “O Agro e o Desenvolvimento de Mato Grosso”.

Palestra “A Construção do Modelo Ambiental de Mato Grosso”;

Pré-lançamento da apostila: “O agro e o desenvolvimento de Mato Grosso”;

Lançamento do Selo de Origem da Agricultura Familiar;

Palestra: “Sistemas Agroflorestais (SAF) na produção, conservação e regularização ambiental”.

Quando: 29/05 – 13h30

Local: Câmara Municipal de Vereadores.

Sobre a IDH

A Idh é uma organização global que atua para transformar os mercados. A Idh coloca as pessoas, o planeta e o progresso no centro do comércio, mobilizando o poder dos mercados para gerar empregos, rendas e um meio ambiente melhor com equidade de gênero para todos. Para atingir esse objetivo, reúne pessoas nas corporações, no setor financeiro global e nos governos com influência sobre as sobre as cadeias globais de valor para cocriar e coinvestir.

Com sede na Holanda, a Idh tem cerca de 380 funcionários em todo o mundo, operando em 20 países e 12 commodities e regiões de fornecimento, com mais de 1.000 parceiros públicos e privados. Em 13 anos de atuação, Idh gerou mais de 390 milhões de euros em investimentos do setor privado e apoio a novos modelos de negócios impactantes.

O trabalho da Idh é possível graças ao financiamento e à confiança de vários doadores públicos e privados, entre os quais os governos da Holanda e da Suíça e fundações privadas

Para obter mais informações, visite os sites www.idhsustainabletrade.com e www.idhlatam.com ou siga @IDHTrade no Twitter e LinkedIn.

 

Sobre o CAT Sorriso

O CAT Sorriso é uma associação sem fins lucrativos que reúne produtores rurais e se esforça pelo desenvolvimento tecnológico em harmonia com o meio ambiente. Com 21 anos de atuação, o Clube Amigos da Terra preza pela transparência de suas ações voltadas à preservação do meio ambiente, reconhecendo e valorizando a família do campo, construindo e consolidando trabalhos com resultados comprovados. O CAT Sorriso conta com o apoio da IDH na realização de seus projetos. Para saber mais, acesse: www.catsorriso.org.br.

Assessoria de Comunicação Cat Sorriso

Tâmara Figueiredo | (66) 99995 – 7316| [email protected]

 

12/06/2024

CAT e parceiros promovem oficinas e visitas técnicas para Agricultura Familiar de Sorriso e região

09/06/2024

IFMT e CAT reativam viveiro de mudas nativas

07/06/2024

Apesar dos benefícios, Sistema do Plantio Direto ainda é pouco utilizado em MT

06/06/2024

Sustentabilidade: venda de créditos certificados traz rentabilidade para produtores rurais

03/06/2024

Palestra apresenta como funcionam os Sistemas Agroflorestais (SAF)

31/05/2024

CAT lança Selo de Origem da Agricultura Familiar e livro didático sobre o Agro e o Desenvolvimento de Mato Grosso

Telefone

(66) 3544-3379

Horário de atendimento

Seg - Sex: 7h às 11h | 13h às 17h

Formulário

Preencha os campos e logo após o recebimento nossa equipe entrará em contato.