MENU

Search
Close this search box.
WhatsApp Image 2023-11-15 at 15.28.35

Apicultores de Sorriso e região aprendem sobre produção de abelhas rainhas utilizando diferentes métodos

Compartilhe nas redes sociais

O curso de Produção de Abelhas Rainhas foi resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Sorriso, o Programa Vitamel e o Cat Sorriso

Mais de vinte apicultores de Sorriso e região participaram no dia 15/11, do Curso Avançado de Produção de Abelha Rainha. O curso foi ministrado pelo instrutor técnico, o zootecnista Rodrigo Américo Ferreira Lima, que abordou as técnicas de manejo que interferem na produção comercial de abelhas da espécie Apis melífera (abelha africanizada), com ênfase nos seguintes métodos: Método Cloake Board; Método Doolittle e Método Espanhol. Os participantes já haviam concluído outros dois cursos em um ciclo, que teve como finalidade o fomento da cadeia produtiva de mel no Município de Sorriso e região.

 

                   

 

Realização

A iniciativa é resultado de uma parceria entre o Clube Amigos da Terra (CAT Sorriso) e a Prefeitura de Sorriso, por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Segurança Alimentar (Semasa), por meio do Programa Vitamel.

O secretário-adjunto da Secretaria de Agricultura Familiar e Segurança Alimentar (SEMASA) , Enivaldo Golmini esteve presente no curso e destacou a importância da parceria para a realização: “Quero ressaltar a importância da parceria com o CAT para proporcionar esse curso, que contou com a participação de pessoas não só de Sorriso, mas também do distrito de Piratininga, de Sinop e Lucas do Rio Verde, o que proporcionou a troca de experiências entre os participantes. O curso serviu para que o produtor saiba a importância da criação de abelhas rainhas mais saudáveis, por meio do melhoramento genético, produzindo abelhas rainhas mais férteis, que põe mais ovos, tendo assim uma colmeia mais sadia e com maior produtividade. Através do melhoramento genético, também possível que as abelhas sejam de melhor manuseio, reduzindo acidentes”.

O coordenador do programa Vitamel, Niki Nelson Antonietti, disse que esta é uma sequência de um ciclo de três cursos e ressaltou que essa terceira etapa foi muito produtiva e incentiva cada vez mais os apicultores da região: “Nesta primeira etapa eles [apicultores] tiveram contato com as noções básicas sobre a estrutura organizacional das colmeias, construção de colmeias e uso de equipamentos de proteção individual (EPI). Em seguida abordamos alguns aspectos relacionados a vulnerabilidade e a seleção de colmeias para formação de enxames de excelência. Por fim, estamos trazendo o curso de produção de abelhas rainhas que consiste na separação genética e técnicas para proceder a divisão dos insetos polinizadores”.

Segundo ele, o curso foi um sucesso e já estão pensando em uma próxima etapa. “O curso foi um sucesso. Pra nós que organizamos foi muito produtivo, porque os apicultores puderam aprender técnicas que dão mais resultados. Porque quando se tem uma boa genética os ganhos são mais elevados. O curso foi de alto nível, porque tivemos a oportunidade de ter aulas teóricas e práticas, com o contato direto com os animais. Agradecemos a parceria com o CAT que diante da grande participação, já estamos pensando num próximo curso”.

 

           

 

O instrutor do curso, o zootecnista Rodrigo Américo Ferreira Lima avaliou positivamente o curso e a participação dos apicultores que se mostraram muito interessados em aprender as técnicas repassadas. “Foi muito positivo, o pessoal compareceu e saíram bem contentes sobre tudo que aplicamos nas aulas práticas e teóricas, abordando diferentes técnicas de produção de rainhas, além de informações a respeito de novas tecnologias de genéticas e sobre a necessidade da seleção de melhores indivíduos e o momento certo para a troca das rainhas. Falamos sobre a importância da diversidade e melhoramento genético, para reproduzir animais com maior vigor, menos propício à doenças e com melhor desempenho em termos de produtividade, trazendo maior média de produção de mel, trazendo mais rentabilidade ao apicultor. Abordamos também a importância de selecionar também abelhas mais mansas, que não ataca e permite que o apicultor consiga trabalhar com mais tranquilidade”.

Sobre o Vitamel

 

O programa VitaMel atende cerca de 53 apicultores distribuídos ao longo do Assentamento Jonas Pinheiro, Cinturão Verde, Projeto Casulo, distrito de Boa Esperança e, em outras propriedades privadas do Município.

 

Sobre o CAT Sorriso

O CAT Sorriso é uma associação sem fins lucrativos que reúne produtores rurais e se esforça pelo desenvolvimento tecnológico em harmonia com o meio ambiente. Com 21 anos de atuação, o Clube Amigos da Terra preza pela transparência de suas ações voltadas à preservação do meio ambiente, reconhecendo e valorizando a família do campo, construindo e consolidando trabalhos com resultados comprovados.
As atividades do CAT são desenvolvidas através do Projeto Cultivando Vida Sustentável, desenvolvido em parceria com a Cargill e a Idh. As ações ajudam a cumprir metas previstas no Pacto PCI – Produzir, Conservar e Incluir – um acordo multiatores em torno de uma visão voltada ao desenvolvimento sustentável do território. O objetivo do projeto é alavancar a produção de soja sustentável, promover a restauração de áreas degradadas e oferecer assistência técnica para agricultores familiares na região de Sorriso, em Mato Grosso.

Para saber mais, acesse: www.catsorriso.org.br.
Assessoria de Comunicação Cat Sorriso
Tâmara Figueiredo | (66) 99995 – 7316| [email protected]