fbpx
Treinamento de queimadas

CAT Sorriso compõe Força Tarefa para alertar sobre o combate a queimadas em Sorriso

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

As épocas de secas trazem consigo um velho conhecido da região Centro-Oeste do Brasil, as queimadas. Esse fenômeno acontece todos os anos, prejudicando a qualidade do solo, do ar e trazendo consequências para os moradores de Sorriso. Nesta semana do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado neste sábado (5/6), o CAT reforça uma campanha para preservação e manutenção dos recursos naturais.

Segundo dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), em 2020 o Brasil registrou 222.798 focos de incêndios, contra 197.632 em 2019, um aumento de 12,7%. O Pantanal, por exemplo, foi um dos biomas que mais sofreram com as queimadas ano passado, quando houve aumento de 200% em relação a 2019.

Com o intuito de combater e realizar ações educativas no enfrentamento de combates a incêndios florestais, o CAT Sorriso e outras instituições civis formaram uma força tarefa para alertar a sociedade durante esse período de seca.

“A conscientização de todos é fundamental para combatermos os incêndios florestais neste período de seca, os problemas são inúmeros tanto do ponto de vista financeiro, como também de saúde, acarretando doenças respiratórias”, afirma a presidente do CAT Sorriso, Dudy Paiva, que no ano passado foi uma das milhares de vítimas de incêndios. Na oportunidade, ela teve 90% de sua fazenda tomada pelo fogo.

Diversos treinamentos estão sendo realizados na região em parceria com o CAT, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. Na última semana, por exemplo, a Fazenda Centro da Mata foi palco de uma capacitação de combate à queimada florestal.

“Os colaboradores entendem que a floresta nativa faz parte do bem maior e eles tiveram a oportunidade de aprender sobre as técnicas e ações na prática. Os ensinamentos saíram do campo teórico e agora fazem parte do dia a dia dessas pessoas”, afirma Julia Ferreira, Engenheira Agrônoma e Gerente de Grupo de Certificação do CAT Sorriso.

Os investimentos em prevenção e capacitação são contínuos, com ajuda da tecnologia e equipamentos adequados. A Fazenda Centro da Mata adquiriu EPIs (Equipamento Proteção Individual) de incêndio florestal para seus funcionários, além de contar com uma equipe especializada no uso do monitoramento de áreas por drones.

“A Fazenda fez um investimento importante, criando pontos de apoio, adquirindo materiais e equipamentos próprios para uso pela brigada florestal, estando assim treinados e preparados para combater e mitigar quaisquer riscos de incêndio. Com brigadistas capacitados, imagem satélites e com o auxílio de drones, monitoraremos constantemente a fazenda durante os períodos secos a fim de detectar quaisquer focos iniciais de incêndio’, afirma a gestão da fazenda Centro da Mata.

As campanhas de conscientização envolvem muitas entidades e devem ser um esforço conjunto. Neste sentido, o trabalho da Força Tarefa tem por objetivo sensibilizar a comunidade da importância de agir de maneira articulada, com planejamento de ações e estratégias de combate.

“A importância desse trabalho é muito grande. A educação preventiva é fundamental nesse combate de incêndios florestais ou terrenos. O incêndio não espera, nós é que devemos estar preparados. A estrutura que temos aqui não é muita, mas fazemos nosso trabalho com muito amor e dedicação. Lutando dia após dia para apoiar nesse combate”, afirma Fábio dos Santos, coordenador da Defesa Civil de Sorriso, ressaltando que antes do período mais crítico das secas já foram registrados mais de 50 focos de incêndio na região.

As queimadas alteram, direta ou indiretamente, as características físicas, químicas, morfológicas e biológicas dos solos. Sem falar no aumento do efeito estufa, na redução da qualidade do ar e da água, e os impactos na saúde dos moradores da região.

Essa Força Tarefa irá atuar na conscientização em várias frentes em Sorriso: treinamentos e capacitações com colaboradores de fazendas, campanhas educativas e reuniões com diversas instituições.

O CAT Sorriso é mais um apoiador dessa causa e coloca as instalações da instituição para promover o debate saudável e ações de combate aos incêndios florestais. Afinal, o período de seca está apenas começando e precisamos do apoio de toda a sociedade nesta batalha.