Dia_do_Milho

Dia Internacional do Milho: cultura movimenta Sorriso MT

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Na semana do Dia Internacional do Milho, o CAT Sorriso traz histórias e números que demonstram a importância do milho para o Brasil, mas principalmente para Sorriso, cidade no coração do Estado de Mato Grosso. O setor movimenta a economia, gera empregos e impulsiona o agro brasileiro.

A cidade foi a maior produtora nacional de milho com 3,2 milhões de toneladas colhidas, segundo dados da pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM) 2019, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O cultivo dessa cultura se torna um dos pilares de uma cidade que respira agronegócio e ajuda a alavancar setores complementares, como o de alimentação humana e produção de alimentos para animais.

“Aqui em nossa região a maioria dos produtores faz a segunda safra de milho. Já é algo tradicional daqui, principalmente em razão das várias granjas, suínos e confinamento de gado. Essa cultura move a economia de Sorriso e muito da produção é voltada para o mercado externo”, afirma Dudy Paiva, presidente do CAT Sorriso.

Outro ramo que também tem como base o milho e vem crescendo na região é o etanol. O álcool produzido a partir do grão já é uma realidade. Sorriso possui uma das maiores fábricas de etanol de milho do mundo, conta também com outras pequenas destilarias e muitas usinas em construção.

“A importância do milho para Sorriso é muito grande, trazendo ganhos financeiros o ano inteiro e promovendo boas práticas agrícolas, com maior eficiência do uso da terra. O milho também é fundamental para a indústria do etanol de alta qualidade, além de gerar um subproduto, o DDG, que é usado para ração animal. Nada é desperdiçado, tudo é aproveitado dentro da lógica da sustentabilidade”, afirma o CEO da NatCap, Mathias Almeida, consultor de vários projetos na região.

A sustentabilidade e boas práticas agrícolas também são temas recorrentes entre os produtores de milho e as certificações, já corriqueiras no mundo da soja, também aparecem como opção para garantir os selos ambientais. A certificação do milho para produtores de soja já está em andamento e deve ser aprovada pela Assembleia Geral de Representantes da Associação.

“Estes produtores terão mais um produto a ser colocado no mercado para empresas que compram e processam milho em sua cadeia. O selo RTRS traz mais segurança com garantias do respeito ao meio ambiente, das relações comunitárias responsáveis, do relacionamento justo com colaboradores e com viabilidade econômica”, Cid Sanches, consultor RTRS no Brasil.

O milho de Sorriso renova as esperanças e leva comida à mesa de milhões de brasileiros nos quatro cantos do país.  A produção do grão já está enraizada na cultura da cidade e se reinventa com o aproveitamento total dos recursos, promovendo a sustentabilidade e fazendo a roda da economia girar.

 

Sobre o CAT Sorriso
O CAT Sorriso é uma associação sem fins lucrativos que reúne produtores rurais e se esforça pelo desenvolvimento tecnológico em harmonia com o meio ambiente. Com 18 anos de atuação, a Associação Clube Amigos da Terra (CAT) preza pela transparência de suas ações voltadas à preservação do meio ambiente, reconhecendo e valorizando a família do campo, construindo e consolidando trabalhos com resultados comprovados. Para saber mais, acesse: www.catsorriso.org.br.