capa

Trabalhadores participam de curso sobre segurança na manipulação de agrotóxicos

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Dez profissionais do agronegócio e trabalhadores rurais da região participaram de um curso de qualificação sobre a NR 31, especificamente o NR 31.8 sobre os riscos das atividades ligadas à manipulação de agrotóxicos. O curso é oferecido por meio de uma parceria entre o Sindicato Rural de Sorriso, Sistema FAMATO/ SENAR – Sistema de Aprendizagem Rural e o CAT – Clube Amigos da Terra.

Entre o conteúdo programático esteve a legislação e normas de segurança e saúde, formas de exposição aos agrotóxicos, aquisição, transporte, segurança no trabalho, meios de aplicação, procedimentos no uso de EPI, destinação correta de embalagens vazias de agrotóxicos, a preservação do meio ambiente de maneira correta, entre outros.

O instrutor foi o engenheiro agronômico e especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho, Roberto Correia Centeno que falou como foi o curso, destacando a importância para que os trabalhadores compreendam a necessidade de manipular adequadamente os produtos e estarem aptos a entender as principais informações nos rótulos e bulas e o descarte correto das embalagens. “Esse curso é voltado a todos os trabalhadores rurais que tenham contato direto ou indireto com os agrotóxicos, teve a duração de 24 horas com um conteúdo programático relativo a toda parte de segurança na aplicação de agrotóxicos, princípios ativos como são aplicados na lavoura e os cuidados que o trabalhador deve ter na atividade dele”.

Os trabalhadores irão aplicar na prática toda a teoria obtida no curso “Esse é o objetivo, toda parte teórica que a gente apresenta com esse conteúdo programático ministrado nesse período e depois o aluno, lá no campo ele tem a oportunidade de pôr em prática esse conhecimento e informações apresentadas no curso”.

Ao término do curso, o trabalhador estará apto a prevenir acidentes de intoxicação com agrotóxicos, com base nas determinações da Norma Regulamentadora 31 (NR-31, do Ministério do Trabalho). “Procurar aplicar com base na legislação conhecida, toda parte dos EPI, cuidados com o meio ambiente para não poluir e contaminar e cuidados na parte da aplicação com a dosagem dos produtos para não haver a contaminação dos alimentos com um grau acima do limite”.

Colaboradores de fazendas e empresas ligadas ao setor rural, que trabalham na manipulação, aplicação, armazenagem e transporte de defensivos agrícolas e agrotóxicos de uma maneira geral foram capacitados neste curso. Também participaram do treinamento, trabalhadores das propriedades que integram o projeto Gente que Produz e Preserva. O trabalhador Glaison Juliano Neves ressaltou a importância do curso. “Foi importância muito grande para saber sobre a segurança para o meio ambiente e a segurança da gente, saber o jeito correto de utilizar os agrotóxicos”.

E o Anderson Fernando falou que aprendeu muitas coisas novas. “O curso veio para agregar mais conhecimento para a gente estar se aperfeiçoando mais da segurança, como se proteger e usar os EPIs, aprendi coisas novas como ler os rótulos dos agrotóxicos, evitar se contaminar, muitas coisas”.

Para saber mais sobre os projetos desenvolvidos pelo CAT Sorriso acesse o site: www.catsorriso.com.br. O CAT fica localizado em sala anexa ao Sindicato Rural, na Rua Marginal Esquerda, 1415. Fone: 3544-3379.