fbpx
normal_e81edb00-0680-4920-9e1c-ec6cbcdb781d_-_Copia

Sorriso sedia pela primeira vez a Field Trip RTRS; integrantes de 11 países conhecem a produção sustentável local

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Sorriso recebeu nos dias 09, 10 e 11 de fevereiro uma comitiva formada por 50 representantes de 10 países: Reino Unido, França, Alemanha, Holanda, Bélgica, Noruega, Suíça, Espanha, Argentina, Uruguai e de outras regiões do Brasil. O município de Sorriso pela primeira vez foi sede da Field Trip, uma realização do CAT – Clube Amigos da Terra de Sorriso e da RTRS – Round Table on Responsible Soy, ou Associação Internacional de Soja Responsável, que é uma Organização da Sociedade Civil que promove a produção, processamento e comercialização responsável da soja em nível global.

A Field Trip é promovida uma vez por ano. A última teve como sede a Argentina e esta foi a primeira vez no Brasil. Cid Sanches, consultor da RTRS no Brasil falou sobre esse importante momento: “Foi um momento único onde pessoas de todo o mundo puderam ver a soja sendo colhida, o milho sendo plantado, todas as boas práticas agrícolas nas fazendas, o respeito ao meio ambiente e aos trabalhadores, enfim, tudo que é implementado com a certificação RTRS no campo”.

A visita da comitiva teve como objetivo conhecer de perto propriedades que são certificadas pela RTRS, bem como acompanhar os resultados positivos da certificação no campo e junto à cadeia produtiva da soja e do milho. Atualmente Sorriso conta com 28 propriedades certificadas pela RTRS, com um total de 115 mil hectares de soja certificada. E a meta é a ampliação destes números a longo prazo, num trabalho que conta com o apoio do IDH e da estratégia PCI – Produzir, Conservar e Incluir.

A presidente do CAT, Dudy Paiva falou sobre a oportunidade de receber representantes de instituições de todo o mundo, e poder mostrar que os produtores tem responsabilidade na produção de alimentos. “Para eles está sendo muito bom conhecer o trabalho do CAT e ver que o produtor realmente preserva. Estamos felizes porque eles vão levar para esses países o que acontece aqui em nosso município. Foi feita a explanação pelo prefeito e pela Embrapa. Fomos ao frigorífico, ao IFMT, ao assentamento onde tem projetos do CAT. São investidores e vieram para ver de perto a soja certificada. Nós temos créditos e queremos vender para a União Europeia e para o Carrefour que está aqui também. São pessoas de peso e estamos mostrando o que tem de bom em nosso município. Lá fora o Brasil é visto de forma equivocada.  A gente quer que eles tenham essa noção de que nós somos pessoas que cuidamos muito do meio ambiente, principalmente nós aqui no Mato Grosso na Amazônia. Não é a destruição que eles ouvem Estou muito feliz por isso, eles nunca tinha visto uma lavoura plantada em plantio direto, são muitas perguntas, ficaram encantados também com o frigorífico, levamos até compradores da Holanda que estiveram conhecendo melhor, estamos bem animados”.

O grupo se reuniu no Plenário da Câmara Municipal com representantes do Executivo e do Legislativo municipais, bem como demais autoridades, para partilhar informações sobre a RTRS, o CAT e o município. Um dos integrantes da comitiva é o representante do grupo Carrefour, que falou sobre a preocupação de levar ao consumidor produtos certificados e produzidos de forma responsável e sustentável.

No município, o grupo também visitou integrantes da cadeia produtiva, como abatedouros, unidades de pesquisa e projetos ligados à agricultura. Eles conheceram também as instalações do Frigorífico Nutribrás. Conforme salientou o médico veterinário Jonas Steffanello: “Para a Nutribrás foi muito bom estar participando desse momento. O País vive um momento muito bom da economia e esses visitantes são pessoas ligadas ao mercado consumidor, a redes de varejo, empresas ligadas ao ramo de alimentos, e que procuram nichos de mercado onde é preconizado a certificação de origem de produção desses alimentos. Foi muito válido participar, e ter o contato com essas grandes empresas. Fizemos a apresentação da Nutribrás e nosso trabalho e fizemos bons contatos”.

A comitiva conheceu ainda projetos no Assentamento Jonas Pinheiro no período da manhã, onde visitará plantações de hortaliças, frutas, ações ligadas à apicultura, piscicultura, e à cadeia da pecuária, como a produção de queijos. O prefeito Ari Lafin falou sobre a importância de receber o grupo de investidores de vários países “Pra Sorriso é um passo muito interessante no sentido de apresentar tudo que é desenvolvido aqui tanto nas grandes propriedades, quanto na agricultura familiar. O Clube Amigos da Terra está de parabéns, e tem o apoio da Prefeitura. Tenho certeza que é um passo muito importante no que diz respeito de realizar bons e grandes negócios com o mercado Europeu, com Chineses, Japoneses, esse estreitamento de laços com certeza vão trazer bons resultados comerciais. Com 34 anos, este é um município extremamente jovem e está preparado para alimentar o mundo de forma correta”.

A RTRS – Round Table on Responsible Soy é uma associação sem fins lucrativos global que promove a sustentabilidade na produção e consumo da soja em nível global. Com sede na Suíça, a Associação conta com 160 organizações membros, de diversos setores como indústria, produtores rurais e organizações não-governamentais que tem como objetivo identificar e certificar a produção sustentável de soja e milho nas propriedades rurais de todo o mundo.

O CAT – Clube Amigos da Terra que tem uma cadeira cativa na RTRS, que realiza conferências e assembleias. A próxima assembleia anual será realizada nos dias 24 e 25 de Junho, em Frankfurt, na Alemanha.

Para os produtores interessados em fazer a adesão ao programa de certificação RTRS basta ligar 3544-3377. O CAT Sorriso funciona em sala anexa ao Sindicato Rural de Sorriso na Marginal Esquerda, 1415. Ou acessar o site: www.catsorriso.com.br.