fbpx
normal_20180607_193943

Práticas sustentáveis é foco de discussão no lançamento do Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Foi dada a largada para o maior evento brasileiro de Agricultura Sustentável. Na noite desta quinta-feira produtores rurais, autoridades, pesquisadores, empresários, acadêmicos e sociedade organizada prestigiaram em Sorriso (MT), o lançamento do 16º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha.

O presidente da Federação Brasileira de Plantio Direto, Jônadan Ma, explica que o sistema de produção sustentável já é adotado em vários países e em culturas diferentes, porém o uso da tecnologia precisa ser debatida e melhorada. “O plantio direto na palha melhora a conservação do solo, garante maior rentabilidade ao produtor, e permite o agricultor produzir mais, com menos custos. O plantio direto é a base para uma agricultura sustentável, só assim, podemos garantir que as gerações futuras também possam produzir alimentos de qualidade“.

Durante o lançamento, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Normando Corral, destacou que a demanda por alimentos no mundo cresce a passos largos. E pra atender esse mercado é preciso investir em tecnologias de manejo. “A agricultura em Mato Grosso é referência em tecnificação, e o plantio direto é uma prática adotada há bastante tempo. É uma forma de manejo que deu certo, porque além dela proteger o meio ambiente, ela garante mais produtividade com custo baixo. Porém, precisamos discutir e melhorar essas práticas, pois temos um aumento de consumo por alimentos, principalmente entre os países da China e Índia“.

Os participantes puderam ter uma amostra do nível de discussões e debates que vão integrar a programação do 16º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha. Entre os palestrantes convidados para o lançamento está o consultor internacional de agricultura sustentável, Dr. Ademir Calegari.
Na apresentação, o doutor em agronomia e especialista em cuidados com o solo, ressaltou que é preciso pensar e discutir sobre os desafios que os produtores desta região estão enfrentando. “A produtividade está estancada há longos anos. Existem infestações de nematoides, que provocam o desequilíbrio biológico do solo; a compactação; o excesso de insumos na lavoura, tudo isso precisa ser analisado, pois interfere na produção. É preciso pensar em novos caminhos sustentáveis e o principal desafio é traçar um diagnostico correto da qualidade do solo que estamos plantando“.

O 16º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha será realizado em Sorriso (MT), nos dias 01 a 03 de agosto, no Centro de Eventos Ari José Riedi. O evento é promovido pela Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação em parceria com o Sindicato Rural de Sorriso; Clube Amigos da Terra (CAT); Instituto Mato-grossense do Algodão (IMA-MT); Fundação Sorriso e Prefeitura de Sorriso.

O evento também conta com o apoio da Fundação MT, Crea-MT, Facen, Aprofir, Aprosoja, UFMT Sinop, Embrapa, Acrimat, IFMT Sorriso, Cesb, Sistema Famato, Ampa, Sindicato Rural de Cuiabá, Aprosmat, Senar-SP, Sedec, Coomam e Univag.

O Encontro Nacional tem como tema principal “Sistema Plantio Direto. Entenda os desafios atuais. Prepare-se para o futuro“. São esperados mais de mil participantes entre produtores, assistentes técnicos, consultores, professores, pesquisadores, empresários e estudantes.

As inscrições podem ser feitas no site do evento www.plantiodireto.org.br