fbpx
bidcoito

Colaboradores de fazenda certificadas participam de curso de qualificação profissional

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Estar atualizado na área de atuação é cada vez mais uma exigência do mercado. Os trabalhadores que buscam conhecimento conseguem colocar em prática ensinamentos que podem evitar prejuízos e consequentemente melhorar a produtividade.

Pensando nisso, colaboradores de fazendas certificadas e/ou em processo de certificação estão participando do curso de Operação e regulagem de implementos agrícolas para plantio e controle fitossanitário. O curso é promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) em parceria com o Sindicato Rural e o Clube Amigos da Terra (CAT Sorriso).

No curso de 40 horas, dividido em teoria e prática, são abordados temas como:

  • Reconhecimento dos modelos de implementos agrícolas;
  • Tecnologias de agricultura de precisão existentes no mercado para o uso em semeio e controle fitossanitário;
  • Metrologia;
  • Cálculo e necessidade de semente;
  • Avaliação da qualidade de plantio
  • Manutenção do trator;
  • Procedimento correto de acoplamento do pulverizador ao trator;
  • Formulação de agrotóxicos;
  • Classificação dos produtos;
  • Condições meteorológicas;
  • Deriva;
  • Lavagem das embalagens de agrotóxicos;
  • Calibração do pulverizador;
  • Limpeza e armazenamento;
  • Uso do EPI.

Para o Instrutor do Senar, Anderson Giovani Cunico, a capacitação deve ser contínua. “As máquinas evoluem e o trabalhador tem que estar preparado para opera-las. O Uso correto dos equipamentos causa menos danos a máquina e melhora o resultado da colheita”, afirmou o instrutor.

Para o operador de máquinas João Argeu Ribeiro, a qualificação tem ajudado bastante no trabalho no campo. Desde que ele começou a trabalhar na fazenda Dakar, ele recebe incentivo dos patrões para participar de cursos. “Esse já é o quarto treinamento que eu participo. É muito bom porque depois consigo colocar em prática tudo que aprendi”, comemorou o colaborador.

A Goiana Maria Neide, a única mulher do curso, veio Para Sorriso-MT em busca de oportunidade. Ela terminou o curso técnico em Agropecuária e agora busca outras capacitações. “De novembro do ano passado a abril deste ano pretendo concluir 8 cursos. Tenho certeza que estarei pronta pra assumir o cargo de coordenadora técnica em uma propriedade rural. É o meu sonho!”, disse esperançosa a goiana.

Na quinta e sexta-feira (22 e 23) os alunos participam da aula prática que será ministrada no Instituto Mato-grossense do Algodão (IMA), localizado na BR-163, sentido a Lucas do Rio VErde.

O Curso de Operação e regulagem de implementos agrícolas para plantio e controle fitossanitário é uma das exigências do processo de Certificação da Soja do Projeto “Gente que Produz e Preserva”.

Apoio:

O projeto “Gente que Produz e Preserva”, do Clube Amigos da Terra, o CAT, está sendo desenvolvido em parceria com a WWF Brasil.C