fbpx
CSPS

Dia de campo discute avanços da produção orgânica em Sorriso

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Conceitos gerais de produção orgânica e o uso de biofertilizantes orgânicos foram alguns dos temas discutidos no segundo dia de campo do projeto de Agroecologia. Os participantes são pequenos agricultores dos assentamentos Poranga e Casulo. Das 8 famílias, 4 já receberam do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) a declaração que autoriza a venda direta de produtos orgânicos. Os demais seguem no processo de conversão da produção convencional para produção sem o uso de produtos químicos.

Desde que entraram no projeto do Clube Amigos da Terra (CAT Sorriso) em parceria com o Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas em Mato Grosso (Sebrae-MT), os pequenos produtores recebem acompanhamento técnico na produção de hortifruti utilizando técnicas e conceitos que dispensam o uso de agroquímicos. A ideia é que os produtores avancem para sistemas mais produtivos e sustentáveis e ainda potencializem os seus negócios.

O projeto estimulou a criação da Associação dos Produtores Orgânicos de Sorriso (APOS). É através dela que os produtores buscam a certificação por auditoria. As propriedades passarão por inspeções, seguindo procedimentos básicos estabelecidos por normas reconhecidas internacionalmente e, claro, adequadas à legislação brasileira. Com a certificação os alimentos terão um padrão de embalagens e um selo que garante a procedência orgânica podendo com isso ser vendidos aos supermercados.

A troca de conhecimento foi realizada no sítio Guaraciaba, de propriedade do Sr. Gilberto Gerevine, no assentamento Poranga. Além dos produtores esteve presente no dia de campo o engenheiro agrônomo do CAT, Rafael Borges, o consultor do Glaucinei Realto e o representante da Secretaria Municipal de Agricultura (SAMA), Paulo Oliveira Velozo que falou com o grupo sobre a participação da Apos em licitações e procedimentos de comercialização de produtos orgânicos na merenda escolar.